terça-feira, 28 de julho de 2015

terça-feira, 14 de julho de 2015

segunda-feira, 29 de junho de 2015

TABARANÓDROMO

Tive a oportunidade de conhecer esse lugar espetacular, graças a meu amigo Marcelo. Pesca de tabaranas, no vadeio, no fly. 
Tivemos algumas ações, o Marcelo conseguiu tirar uma bonita. 
O meu troféu escapou, por pouco. Realizei meu sonho de pegar uma tabarana no fly só pela metade... Considerando o frio, não foi ruim. E volto lá com certeza.

terça-feira, 9 de junho de 2015

VARA SAGE BASS II

Sempre tive muita curiosidade sobre as varas de fly da linha Sage Bass. São varas diferenciadas, curtas, não seguem a numeração tradicional da AFTMA e já vem com uma linha de peso específico para cada modelo (230 a 390gr). Para quem quiser saber mais das especificações: sage bass II
Recentemente tive a oportunidade de adquirir uma, modelo bluegill (linha de 230gr) e nesse final de semana já a levei para dar um “role” no pesqueiro, dar uns pinchos e ver do que ela é capaz. Eis o que eu achei:
O tamanho mais curto deixa a vara muito leve no arremesso, dá para pinchar o dia todo com conforto; também por isso vai ser mais fácil de transportar no barco ou caiaque; é muito parruda, transmite segurança na hora de puxar o peixe; a linha pesada e com a cabeça curta arremessa iscas grandes com facilidade; é bem precisa apesar da linha pesadona.
Por outro lado, por ser curta, senti dificuldade nos arremessos mais longos; também não dá para puxar muita linha da água; roll cast com ela, então, é sofrível.
Enfim, não é uma vara que eu compraria para uso geral. Mas para pesca de tucunaré embarcada, principalmente no caiaque, ou mesmo para vadeio (ou vadeo?) em rios pequenos, vai servir muito bem.
Que venha logo o calor!