quarta-feira, 9 de abril de 2014

ECOPARQUE PESCA NA MONTANHA

Finalmente, voltamos ao Ecoparque Pesca na Montanha.
Para quem não conhece, o Ecoparque fica entre São Bento do Sapucaí e Campos do Jordão e é o único “pesqueiro” onde é possível (pelo que eu saiba) o pesque e solte de trutas, desde que usando equipamento de fly.
Mais uma vez, tivemos sorte e pegamos muitas trutas e de bom tamanho.
É cobrada a taxa de R$ 5,00 de entrada, mais R$ 30,00 pela pesca esportiva. Se o pescador quiser levar trutas pescadas, custa R$ 28,00 o quilo. Nos feriados e finais de semana, há a opção de Buffet no almoço, a R$ 26,00 por pessoa. São preços visivelmente menores em relação à outra vez em que estivemos lá.
Como fomos no meio da semana (não havia quase ninguém), só serviam pratos à la carte, meio caros e, para falar a verdade, não achei grande coisa.
A novidade ruim é que colocaram uns pedalinhos horríveis, enormes e em forma de cisne, no lago principal, quebrando a harmonia da bela paisagem do parque. Felizmente, como não havia quase ninguém lá, essas monstruosidades não atrapalharam a pescaria. 
No final, o passeio valeu a pena. Para quem é apaixonado por fly, a pesca de trutas em um lugar desses (lago grande e tranqüilo, nem parece pesqueiro), é algo muito especial.
 

 

Equipamentos utilizados: Varas #4 e #5, com carretilhas compatíveis e linhas floating. Líderes de pelo menos 9’ e tippet entre 0,16 e 0,20 mm, dependendo do tamanho da isca.

Iscas: pequenos wolly buggers, ninfas e moscas secas no final da tarde.


domingo, 23 de março de 2014

REPOSIÇÃO


Atadinho do final de semana, só para repor a peças perdidas nos enroscos e na boca dos peixes... tempo curto.

terça-feira, 4 de março de 2014

POR QUE PESCAMOS?


Fly Fishing poetry.... from Ataman Movies on Vimeo.



"I still don't know why I fish or why other men fish, except that we like it and it makes us think and feel. But I do know that if it were not for the strong, quick life of rivers, for their sparkle in the sunshine, for the cold grayness of them under rain and the feel of them about my legs as I set my feet hard down on the rocks or sand or gravel, I should fish less often. A river is never quite silent; it can never, of its nature, be quite still, it is never the same from one day to the next. It has a life of its own beauty, and the creatures it nourishes are alive and beautiful also. Perhaps fishing is, for me, only an excuse to be near rivers. If so, I'm glad I thought of it."........Roderick Haig Brown, 1946