sábado, 30 de abril de 2011

PESCA DE PRAIA

Essa semana eu e Márcia tiramos merecidas férias, e fomos passar uns dias em Ubatuba. Como não poderia deixar de ser, levamos as tralhas de pesca, mas não tivemos muitas oportunidades de usá-las.
Pude ao menos estrear na pesca de praia, na praia das toninhas, em frente à colônia de férias da AFPESP, onde nos hospedamos.  
 O material usado foi uma vara new pampo da albatroz de 2,7 m, não muito adequado para longos arremessos (o melhor para esse propósito seria no mínimo 3,9 m). O casting da pampo também não é dos melhores, já que não passa de 100 g, quando o ideal para arremessar longe seria pelo menos 150g.
A carretilha que usei foi a brisa, abastecida com linha mono de 0,30 mm, também um pouco grossa para essa modalidade de pesca, e chumbada pirâmide de 80g.
Suporte próprio para pesca de praia: item indispensável
 O local também não era o mais propício, já que a praia das toninhas, embora pareça profunda em sua porção norte, tende a ficar rasa novamente após alguns metros mar adentro
Mesmo com tudo contra, gostei da experiência nesse tipo de pescaria, com a brisa do mar no rosto e os pés na areia.
O primeiro desafio nessa modalidade é o arremesso, que além de longo, tem que acertar o lugar certo. Não vou me estender no assunto, mas, de modo geral, as praias possuem vários “canais”, e temos que jogar a isca dentro de um deles (preferencialmente os mais distantes).
Nem sei se fiz certo, apenas arremessava o mais longe que podia e ia recolhendo até sentir que a chumbada parava no fundo. Depois disso, deixava o caniço no suporte e esperava.
Com uma chumbada de 80 g, o blank da pampo não sofreu muito com os arremessos
 Pena que não tive muitas ações, com apenas uma captura. Talvez a culpa maior seja a isca, um camarão meio passado que comprei no centro de Ubatuba. Na verdade, o único peixe do dia, uma bela betarinha, abocanhou um pequeno tatuí que peguei na beira da praia.
 Parece que a melhor isca é mesmo o feioso “corrupto”, um crustáceo que vive enterrado na areia, e que é extraído com um tipo de bomba de sucção feita de PVC (preciso comprar uma dessas!).

De qualquer forma, foi uma experiência bem legal e que com certeza quero repetir, quem sabe com equipamentos mais específicos e em condições mais adequadas.
Para quem quiser saber mais sobre a pesca de praia: www.guiapescadepraia.com.br/
Abs.

Nenhum comentário:

Postar um comentário