sexta-feira, 13 de maio de 2011

COMO PRATICAR O PESQUE E SOLTE - TÉCNICAS SIMPLES PARA REDUZIR O SOFRIMENTO DOS PEIXES



A prática do “pesque e solte” está vem sendo cada vez mais difundida entre os pescadores, e, embora cercada de boas intenções, tem também gerado muita polêmica entre adeptos e não adeptos da pesca esportiva, pois para muita gente a prática não passa de crueldade aos animais.

Embora não haja evidências científicas de que os peixes sintam alguma dor, é certo o que a captura com anzol e linha, no mínimo, lhes traz estresse e desconforto, fora as consequências de ferimentos sofridos por eles.

É por isso que o pescador esportivo deve tomar uma série de cuidados para pelo menos minimizar os danos causados aos peixes, seja em pesqueiros, seja em ambiente natural. Eis alguns desses cuidados:
  • Durante a briga, o corpo do peixe consome muito oxigênio, e, fora da água os peixes não respiram. Assim, devem ser capturados e devolvidos ao seu habitat no menor tempo possível;
  • As escamas (ou pele) dos peixes são revestidas por um muco que os protegem de doenças, razão pela qual os peixes que forem devolvidos não devem ser muito tocados, sendo aconselhável o uso de uma toalha molhada para esse fim (fico doido quando vejo certos pescadores “esportivos” pisando em cima dos peixes nos pesqueiros!); 
  •  Não se deve usar alicates de contenção em peixes muito pesados ou de boca mole, pois podem ter a boca literalmente rasgada; 
  •  Em hipótese alguma se deve tocar nas guelras dos peixes – o menor dano nessa área em particular pode deixá-los vulneráveis ao ataque de fungos e bactérias; 
  • Peixes muito delicados como piraputangas e matrinxãs, de preferência, nem devem ser retirados da água; 
  • Retirar a farpa do anzol, além de minimizar eventuais acidentes (já sofri na pele), facilita tanto a fisgada quanto a soltura dos peixes.
Seguindo esses cuidados básicos, podemos reduzir o estresse dos peixes e aumentar as suas chances de sobrevivência. Todos saem ganhando, não?

    Abs.

Nenhum comentário:

Postar um comentário