domingo, 24 de março de 2013

ALGUMAS DICAS PARA A PRÁTICA DO FLY FISHING EM PESQUEIROS




Poluição, hidrelétricas, pescadores profissionais, pescadores esportivos babacas que matam tudo, etc. Está ficando cada vez mais difícil pescar em ambiente natural. Os bons pontos de pesca são escassos e normalmente distantes, não dá para ir toda hora.
Nesse cenário, os pesqueiros são a realidade para grande parte dos pescadores esportivos brasileiros (inclusive a minha).
Mas e o fly? Ao contrário do que muita gente pensa, o uso do fly fishing em pesqueiros não é maluquice, podendo ser bem divertido e produtivo, desde que o local seja adequado. 

Equipamentos:
Dependendo da espécie visada, é possível usar equipamentos de várias numerações, desde #3 para tilápias até #8 ou mesmo #9 para tambaquis, dourados e pintados, com carretilhas compatíveis. Linha WF, floating é a mais indicada. Como o espaço é limitado, não precisa de muito backing para segurar o peixão. O líder vai depender do que se quer pescar, mas costumo usar do mesmo tamanho da vara ou maior, tippet de 0,25 a 0,35 mm, preferencialmente de fluorcarbono.

Iscas:
As mais produtivas, sem dúvidas, são as imitações de ração (hairball, EVA e cortiça). Para mim as segundas mais produtivas são as wooly buggers, seguidas das ninfas, tanto as pequenas para tilápias, quanto as maiores, para pacus e matrinxãs.  Terrestrials também dão muito resultado. Streamers funcionam, mas com menos freqüência, depende muito do dia, assim como poppers e moscas secas. 

Táticas:
Normalmente, quando chego a um pesqueiro, tento a sorte primeiro com ninfas ou streamers, explorando as margens perto de estruturas ou do capim mesmo, procurando pelos peixes. Se a coisa não estiver boa, vou para a imitação de ração, arremessando sempre perto dos rebojos. Em último caso, apelo para a ceva com ração, arremessando a hairball, EVA ou cortiça em cima do rebuliço.

Local: não é todo pesqueiro que se presta ao fly. O local tem que ser amplo, limpo e não muito cheio. Infelizmente, ainda não achei um assim aqui por perto.

Cuidados:
Basicamente, o principal cuidado necessário com o fly no pesqueiro é sempre olhar para trás, para não fisgar cercas, árvores, e, principalmente, pessoas que passem inadvertidamente no caminho da sua linha. Às vezes, o roll cast ajuda muito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário