segunda-feira, 30 de maio de 2011

DESMONTE E MANUTENÇÃO: SHIMANO CITICA 200D

Naquela pescaria de praia que fizemos no praia do tombo, no Guaruja (postada aqui), tivemos um pequeno acidente - o suporte do caniço do Ricardo estava mal fixado na areia, e, em certa altura, acabou caindo tudo na água, e a citica 200 dele tomou alguns banhos naquela mistura de água salgada e areia.
Imediatamente, lavamos com água doce, mesmo assim, o botão que libera o carretal travou, e, ao girar a manivela, dava para ouvir um "clock, clock" nas engrenagens. A carretilha foi então guardada e, no final de semana, trouxe para Poços para dar uma manutenção.
Essa carretilha, aliás, eu vendi para o Ricardo em abril de 2009, pois havia ganhado em uma rifa mas, por não usar manivela do lado esquerdo, resolvi vender. Desde então, ele vem usando quase que exclusivamente em pesca na água salgada e salobra, apenas com manutenção leve, de rotina.
Vamos ao desmonte:
shimano
tampa de acesso ao parafuso da manivela
tirando os parafusos da tampa lateral
carenagem frontal solta
não esquecer esse parafusinho que fica meio escondido embaixo
shimano
retirando a tampa
a engrenagem principal não tinha pontos de ferrugem, a sujeira do disco de fricção foi limpa com isopropanol
a graxa velha pode ser retirada com uma escova usada
sistema de fricção limpo, apesar do tempo de uso, os discos originais de dartanium estavam em ótimo estado, ainda  não serão substituídos
retirando o eixo da manivela junto com o rolamento
shimano
rolamento do pinhão, bem sujo
chassis de alumínio com muita areia
desmontando o distribuidor de linha
retirando a unha do distribuidor: acesso difícil
saindo o eixo sem fim
é preciso tirar essa haste de metal para remover o guia de linha
decidi desmontar o sitema de acesso ao carretel, pois entrou areira aqui também
shimano
a cítica em pedaços!
chassis lavado com querosene
o distribuidor de linha, assim como outras peças plásticas, foi limpo com isopropanol
sistema do distribuidor já limpo
eixo sem fim lubrificado com graxa de boa qualidade
rolamento do pinhão sem a blindagem, para a limpeza
o mecanismo interno engraxado, sem excesso
sistema do eixo da manivela, bem sujinho
depois de limpo
graxa para as engrenagens
para os discos de fricção, uma leve camada de graxa teflonada
shimano
tudo montado
tampa cheia de areia
para limpar bem a tampa lateral, decidi retirar os rolamentos
lavando bem com querosene
os rolamentos que apóiam o carretel também foram desmontados, limpos e lubrificados - detalhe da sujeira na parte interna da blindagem
depois de limpo o rolamento, uma gota de óleo fino
no rolamento anti-reverso aplico um pouco de corrosionX, depois retiro o excesso - é importante não lubrificar demais essa peça
como a carretilha é usada em água salgada, coloquei um pouco de graxa nos parafusos da tampa lateral, para que não oxidem
arruelas do eixo na ordem
a porca do eixo na manivela era a única peça que apresentava corrosão
uma polida com a micro retífica resolveu o problema
a citica inteira novamente
Conclusão: a citica D é uma baita carretilha, mesmo depois de 2 anos de uso na água salgada e mangue, não apresentava corrosão (à excessão da porca) e, depois de limpa e lubrificada, ficou nova. Pena que esse modelo não é mais fabricado. Os discos de fricção também me impressionaram, aparentando ser mais duráveis que os das shimano atuais. 

Abs

2 comentários: